O Magistério e o Papa: quem são eles e o que fazem

I. O que é a Verdade? Pergunta feita por Pilatos em João 18,38.

A. A Verdade é uma. Só pode haver uma verdade.

B. ‘Verdade’ é o oposto de ‘erro’.

C. A definição de ‘Verdade’ é: “o que está de acordo com o fato”. É quando a consciência concorda com o intelecto.

D. Jesus Cristo é DEUS e DEUS é a Verdade (João 14,6). DEUS não pode mentir pois é incompatível com Ele, já que Ele É a verdade. Quando Jesus Cristo disse algo, sabemos que é verdade porque ELE disse.

1. DEUS tem nos falado de duas maneiras:

a. Quando Jesus falou com Seus Apóstolos, falou oralmente. Ele não escreveu para eles ou lhes deu um livro para ler. Os Apóstolos falaram as palavras de Jesus Cristo para outros e seus sucessores: os Bispos. Isto é chamado ‘Tradição’, com ‘T’ maiúsculo. (…)

b. Ele falou para nós através de Sua palavra escrita: a Sagrada Escritura. Os livros do Novo Testamento não tinham nem sido escritos até começarem a sê-lo por cerca de 48 d.C e terminando em cerca de 100 d.C, muitos anos depois de Jesus Cristo ter sido crucificado (o que se deu em cerca de 33 d.C.). Ficou a cargo dos escritores do Novo Testamento registrar acuradamente, muitos anos depois, sob a inspiração do Espírito Santo, o ensinamento de Jesus Cristo, e basear a maior parte de seus escritos na “Tradição”.

Em João 20,30 e 21,25, o Apóstolo diz: “E JESUS FEZ AINDA MUITAS OUTRAS COISAS. Se fossem escritas uma por uma, PENSO QUE NEM O MUNDO INTEIRO PODERIA CONTER OS LIVROS QUE SE DEVERIAM ESCREVER”. Isto diz, em termos bem simples, que há dois campos da Palavra Sagrada de DEUS: a Sagrada Escritura e a Sagrada Tradição.

2. A Sagrada Tradição e a Sagrada Escritura, juntas, são conhecidas como “o Depósito da Fé”.

II. A Verdade tem que ser preservada…

A. É tarefa de alguém perservar o “Depósito da Fé”.

B. Há a necessidade de se preservar a verdade. Em cada nível da sociedade temos líderes e seguidores, alguma forma de governo.

C. A História mostra que nenhuma civilização, país, cidade ou organização durou muito tempo sem haver um governo efetivo para as pessoas seguirem, confiarem e no qual acreditarem. É necessário alguma organização para interpretar, executar e seguir as leis:

1. Os Romanos tinham César e o Senado.
2. Os Estados Unidos têm o Presidente, o Congresso e a Suprema Corte.
3. Os Estado têm o Governador e a Câmara Legislativa.
4. Uma corporação tem um Executivo-Chefe e uma Diretoria.
5. A Igreja Católica tem o Papa, os Bispos e o Magistério.

D. Estes governos fazem regras para todos seguirem. Eles também têm a responsabilidade de protegê-las e executá-las, de maneira ordenada e a seu tempo. Sem ordem há caos.

1. O que aconteceria no país se cada pessoa fizesse o que ELA achasse que era certo e ignorasse os direitos dos outros, e cada uma tivesse a SUA própria lista de regras a seguir, ou nenhuma regra? A civilização, do jeito que a conhecemos, iria se desmoronar:

a. Você percebe que há seitas Cristãs que operam desta maneira? É dito a cada pessoa que deve interpretar a Bíblia, a Palavra de DEUS, por si mesma. O que quer que pareça certo para ela é tudo o que importa. É essencialmente cada um por si. Está política leva ao caos, brigas internas e desunião. Lembre-se do que Jesus Cristo disse: “Toda casa dividida contra si mesmo não pode subsistir.” (Mt 12,25).

b. A Bíblia não é um romance. É a Palavra de DEUS. Se você a ler como leria um romance, não tirará muito proveito dela exceto por uma massa confusa. Se você der a um milhão de pessoas uma Bíblia para cada uma e pedir a cada uma para interpretá-la, você obterá um milhão de interpretações diferentes. Em quem você acreditaria? Quem tem a verdade? Conforme já vimos, a “Verdade é Uma”. A interpretação de qual pessoa seria a ÚNICA verdadeira?

c. Você iria querer acreditar na interpretação de um homem, cujas credenciais podem ser questionáveis, ou na interpretação coletiva de um grupo de homens com credenciais impecáveis MAIS o Espírito Santo?

2. A Igreja Católica tem o Papa e o Magistério para interpretar, preservar e proteger o “Depósito da Fé” para todos nós:

a. O Magistério consiste do Papa e dos Cardeais e Bispos agindo sob a orientação do Espírito Santo.

b. Eles se reúnem em Concílios e, com a orientação do Espírito Santo, tomam decisões a respeito de matérias importantes a respeito da fé.

3. Por falta de direção, cai um povo; onde há muitos conselheiros, ali haverá salvação (Pr 11,14; 24,6).

4. Os projetos triunfam pelos conselhos (Pr 20,18).

5. A única maneira de conhecermos UMA verdade é aceitar UMA autoridade.

III. Como posso ter certeza de que a verdade está sendo preservada?

A. De todos os escritos desde o início dos tempos, em qual livro podemos confiar como sendo o “Depósito da Fé”?

1. Eu confio na Sagrada Escritura de DEUS. Se você diz isso, deve ser verdade porque o Próprio DEUS disse isso.

2. Se os fatos mencionados acima em II-D-2-a e b, podem ser encontrados na Bíblia, eles têm que ser verdadeiros. Vamos dar uma olhada em alguns versículos…

3. O Magistério…

a. Tem Bispos colocados pelo Espírito Santo para governar a Igreja: “Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastorear a Igreja de DEUS” (At 20,28).

b. Tem um líder que possui autoridade e supremacia sobre todo o resto: Quando DEUS dava autoridade, Ele mudava o nome da pessoa que a recebia. Abrão foi chamado Abraão em Gn 17,15, quando DEUS o fêz “Pai de uma Multidão de Nações”. Sarai foi chamada Sara em Gn 17,15-16 quando DEUS a fez “A Mãe de Nações”. Jacó foi chamado de Israel em Gn 32,29, quando DEUS o fez “Pai da nação de Israel”. Em Mt 16,18, DEUS trocou o nome de Simão para PEDRO, e lhe disse TU és “PEDRA” e sobre esta “PEDRA” construirei MINHA IGREJA. Mt 16,19, Eu TE darei as CHAVES do REINO dos CÉUS, e tudo o que TU LIGARES na terra será ligado no Céu, e tudo o que TU DESLIGARES na terra será desligado nos céus. Pedro foi o primeiro líder da Igreja e lhe foi dada supremacia e autoridade sobre todos os outros Apóstolos. Lc 22,31-32: “Satanás vos reclamou para VOS PENEIRAR como o trigo. Mas Eu roguei por ti, para que a tua confiança não desfaleça; e tu, por tua vez, CONFIRMA os teus irmãos. Jo 21,17: Simão, tu Me amas? APASCENTA OS MEUS CORDEIROS”. At 1,15: “PEDRO levantou-se no meio dos seus irmãos. At 2,14: PEDRO, pondo-se em pé em companhia dos onze, com voz forte lhes DISSE: “Homens da Judéia, e vós TODOS que habitais em Jerusalém: seja-vos isto conhecido e prestai atenção às MINHAS PALAVRAS”. At 15,7: “DEUS ME ESCOLHEU DENTRE VÓS, PARA QUE DA MINHA BOCA OS PAGÃOS OUVISSEM A PALAVRA DO EVANGELHO E CRESSEM”. 1Cor 15,5: “E Ele apareceu a CEFAS (primeiro) e EM SEGUIDA aos onze”.

c. Reúne-se e discute assuntos: “Reuniram-se os Apóstolos e os anciãos (Bispos conselheiros) para tratar desta questão” (At 15,6).

d. Consultam uns aos outros a respeito da revelação divina: “E subi em consequência de uma revelação. Expus-lhe o Evangelho que prego entre os pagãos” (Gl 2,2).

e. Vota entre eles: “deitaram a sorte entre si” (At 1,26).

f. Define um ensinamento: “Os pagãos têm que ser circuncidados? Temos ouvido que alguns dentre nós vos têm perturbado com palavras, transtornando os vossos espíritos, sem lhes termos dado semelhante incumbência” (At 15,1.24). Não, eles não têm que ser circuncidados.

g. É guiado e ensinado pelo Espírito Santo: “Deste fato nós somos testemunhas, nós e o Espírito Santo, que DEUS deu a todos aqueles que Lhe obedecem” (At 5,32). “Com efeito, pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor outro peso além do seguinte indispensável…” (At 15,28). “Muitas coisas ainda tenho a dizer-vos, mas não as podeis suportar agora. Quando vier o Paráclito, o Espírito da Verdade, ensinar-vos-á toda a verdade porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que ouvir e anunciar-vos-á AS COISAS QUE VIRÃO. Ele me glorificará, porque receberá do que é meu, e VO-LO ANUNCIARÁ. Tudo o que o Pai possui é meu. Por isso, disse: Há de receber do que é meu, e VO-LO ANUNCIARÁ” (Jo 16,12-15).

h. É a coluna da verdade: “a casa de DEUS, que é a Igreja de DEUS vivo, coluna e sustentáculo da verdade” (1Tm 3,15).

i. É a autoridade docente da Igreja: “ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi” (Mt 28,20).

j. É auto propagador e tem a autoridade: “Não fostes vós que me escolhestes, mas eu VOS escolhi e VOS constituí para que vades e produzais fruto, e o VOSSO fruto PERMANEÇA; Eu assim VOS constituí, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em Meu nome, Ele vos conceda” (Jo 15,16). “Eu lancei o fundamento, mas outro edifica sobre ele…” (1Cor 3,10-11). “se recusa a ouví-los, dize-o à Igreja. E se recusar ouvir também a Igreja, seja ele para ti como um pagão e um publicano… Tudo o que ligardes sobre a terra será ligado no Céu…” (Mt 18,17-18).

k. Afirma que NÃO deve ser feita ‘interpretação privada’ da Escritura: “Antes de tudo, sabeis que NENHUMA profecia da Escritura é de interpretação PESSOAL” (*2Pd 1,20).

l. Tem que ser obedecido: “OBEDECEI aos seus SUPERIORES, pois ELES velam por vossas almas e delas devem dar conta” (Hb 13,17).

m. Não pode falhar: “e as portas do inferno NÃO prevalecerão contra ela. Mt 28,20: Eis que estou convosto TODOS os dias, até o fim do mundo” (Mt 16,18).

IV. Revelação, há dois tipos:

A. Pública: o ensinamento de Jesus Cristo, também chamado “Revelação Divina”:

1. Não há novas revelações públicas, já que foram encerradas quando o último Apóstolo morreu

2. A única maneira possível de haver nova revelação pública (divina) é o Próprio DEUS vir e proclamá-la.

3. A revelação pública consiste na “Sagrada Escritura” e na “Sagrada Tradição”: o “Depósito da Fé”.

4. É missão do Papa e do Magistério interpretar, preservar e proteger o “Depósito da Fé” para todos nós.

B. Privada: mensagens recebidas por meio de visão ou locução interior por indivíduos:

1. Nós não devemos nem acreditar nelas nem condená-las, até que a Igreja decida se elas contém verdade ou erro.

2. Nós devemos testar e exercer discernimento sobre elas para ver se vêm de DEUS (1Ts 5,20-21, 1Jo 4,1-6).

V. Referências Bíblicas para este artigo:

*Gn 17,5.15-16; 32,29, Pr 1,5, Am 3,3, *Mt 16,18; 18,17-18; 28,18-20, Lc 22,24-33, Jo 14,6; 15,16; 16,13; 20,21, Jo 21,15-19, At 1,15.26; 2,14-41, At 5,29.32; 8,27-35, At 10,1-48, At 11,1-18.28;*15,1-28, 1Cr12,28-29; 14,28; 15,5, *Gl 2,2, 1Ts 1,5, 1Tm 3,15, Tt3,1, Hb 13,17, *2Pd 1,20

Anúncios

Publicado em 15 de outubro de 2010, em Catolicismo. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: