Pe. Michel Rosa é capa de jornal em Franca.

Reproduzimos a matéria capa deste domingo do Jornal Comércio da Franca (créditos: Missa Tridentina em Franca):

PERSONAGEM
Um padre de época ganha fama e admiradores na pequena Restinga

Autor(a): Marco Felippe Função: Repórter
Foto(s): Oliver Moretto/Comércio da Franca
Data: 05/06/2011

O padre Michel Rosa da Silva tem 31 anos, mas parece saído de uma novela de época. Os motivos são a longa batina preta que usa onde quer que vá na pequena Restinga de 6,5 mil habitantes e as missas rezadas em latim, como nos velhos tempos da Igreja Católica. Semelhante à utilizada por personagens de padres na TV, a batina chama a atenção em todos os lugares.

Mesmo sendo recém-chegado a Restinga (assumiu em fevereiro), ele já ganhou muitos admiradores e está mudando o processo de evangelização católica na cidade. No período da Quaresma, por exemplo, fez os fiéis rezarem o terço nas ruas às 5 horas da manhã.

Goiano de São Luís de Montes Belos, ele entrou para o seminário aos 13 anos, estudou dois anos na capital italiana, Roma, e se ordenou padre em 2005 na capital paulista. Em São Paulo, entre seus primeiros trabalhos como padre, foi responsável pela capela de São Jorge, na sede do Corinthians. E participou de uma cena que constrangeu muitos corintianos: em 2008, durante uma procissão, a imagem do santo caiu. O padre até tentou segurá-la, mas a imagem se partiu em vários pedaços.

O padre Michel foi ordenado com 25 anos e, além da capela de São Jorge, também passou pela igreja do Cristo Rei do Tatuapé e pela paróquia Santa Rosa de Lima no Parque São Lucas, todas na zona leste de São Paulo.

Ele veio para a Diocese de Franca atendendo a convite do bispo Dom Pedro Luiz Stringhini, com quem trabalhou em São Paulo. “Quando Dom Pedro veio para ser bispo em Franca me convidou para ser seu secretário, aceitei e aqui ele me engajou nos trabalhos pastorais.” Antes de assumir a Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Restinga, padre Michel atuou na Paróquia Santa Gianna e na Catedral Nossa Senhora da Conceição. “A paróquia de Restinga foi um presente de Natal. É uma experiência positiva, um novo desafio. Tem sido fácil a adaptação, pois onde tem trabalho não sobra tempo para desânimo.

AS MUDANÇAS
A secretária paroquial Renata Sabatelau diz que a chegada do padre Michel mudou a rotina da igreja e reacendeu o interesse da população pela religião. “Foi uma mudança muito grande. As pessoas estavam acostumadas com as irmãs de Sant’ana. Eram apenas duas missas na semana, agora só não temos missa na segunda-feira. E no domingo, em vez de uma, temos duas celebrações.”

Todo sábado, ainda é realizada às 17 horas a missa tridentina com os ritos em latim, que atrai fiéis de Ribeirão Preto, Mococa e até de Guaxupé (MG). “É uma celebração que tem rito próprio em que somente as leituras e a homília não são feitas em latim. Elas existem na diocese desde a época de Dom Caetano e foi o povo quem pediu.”

Padre Michel é o segundo padre a morar em Restinga, cidade fundada há 47 anos. Anteriormente, a igreja era administrada por freiras. “Recebemos de braços abertos e com muita alegria o padre Michel. É muito bom esse contato diário com um padre que ainda cultiva as raízes boas do catolicismo. Em sua apresentação entregamos a ele a chave da cidade, e ele vem demonstrando merecer esse carinho”, disse o prefeito de Restinga, Donizete Montagnini, o Zetão.

Segundo a dona de casa Renata Cristina dos Reis, o padre cativa pelas palavras e desperta a atenção por ser diferente. “O modo dele se vestir acaba sendo novidade, além disso a homília dele é muita bonita, profunda.”

O novo sacerdote de Restinga também canta e realiza trabalhos manuais na casa paroquial. “Faço o que posso e, por incrível que pareça, já me sinto parte da cidade. Quando saio sinto saudade, pois é aqui que me realizo como pessoa.”

Fonte: http://fratresinunum.com/2011/06/06/pe-michel-rosa-e-capa-de-jornal-em-franca/

Publicado em 7 de junho de 2011, em Comunicados aos Cristãos. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Eu conheço o padre Michel… ele já foi meu professor aqui em São Luis, gostei da reportagem e de saber por onde ele anda!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: