Tudo o que existe é bom e o mal não é uma substância.

Deus fez tudo bom.

A Paz meus amados!
Mais uma vez vejo-me no dever de mencionar algumas palavras de Sto Agostinho. Queridos irmãos divido com vocês esse lindo sentimento nascido do coração de um Cristão que descobrira o amor de Deus, e conseguiu demonstrar seus sentimentos em palavras.

 

“Vi claramente que as coisas corruptíveis são boas. Não se poderiam corromper se fossem sumamente boas, ou se não fossem boas. Se fossem absolutamente boas, não seriam corruptíveis. E se não fossem boas, nada haveriam a corromper. A corrupção de fato é um mal, porém, não seria nociva se não se não diminuísse um bem real. Portanto, ou a corrupção não é um mal, o que é impossível, ou – e isto é certo – tudo aquilo que se corrompe sofre uma diminuição de bem. Mas privadas de todo bem, deixariam inteiramente de existir. Se de fato continuassem a existir sem que pudessem corromper-se, seriam melhores, porque permaneceriam incorruptíveis. Mas haverá maior absurdo do que afirma que as coisas se tornariam melhores perdendo todo o bem? Portanto, se são privadas de todo o bem, deixarão totalmente de existir. Logo, enquanto existem, são boas. Portanto, todas as coisas, pelo fato de existirem, são boas. E aquele mal, cuja origem eu procurava, não é uma substância. Porque, se o fosse, seria um bem. Na verdade, ou seria substância incorruptível, e então, se não fosse boa, não poderia corromper. Desse modo, vi e me pareceu evidente que criaste boas todas as coisas, e que nada existe que não tenha sido criado por ti. E porque não as criaste todas iguais, cada uma em particular existe porque é boa, e tomadas em conjunto são muito boas. De fato, o nosso Deus “criou todas as coisas muito boas”. (Trecho retirado do livro “Confissões” de Sto Agostinho, página 191)”

 O que Sto Agostinho nos passa é que tudo o que existe é:
-bom por ter vindo de Deus que é um ser completamente bondoso-e tudo vem de Deus que criou o céu e a terra
. -se algo se corrompe é por possuir coisas boas, porque se não, não haveria o que se corromper.
-quando algo deixa de ser bom se corrompendo, consequentemente não existe mais.
-se por acaso não se corromper é melhor ainda, pois será extremamente bom.
Assim, o mal não é uma substância e tudo o que existe é bom!

Mais uma vez é impossível dizer que nosso Deus não é perfeito e que o amor Dele é inigualável.
Que nunca se perca dentro do ser humano o amor que nasce com cada um, amor vindo dos céus. Não nos esqueçamos da alegria que é a nossa vida por ela ter sido nos dada por quem mais nos ama.

Deus abençoe sua vida infinitamente!

 

Cássia Akiko Kawamura

Publicado em 10 de novembro de 2011, em Catolicismo, Videos e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: