Adoração Eucarística

«Adoração é reconhecer que Jesus é meu Senhor, que Jesus me mostra o caminho a seguir, me faz entender que só vivo bem se conheço a estrada indicada por Ele, somente se sigo a via que Ele me mostra. Portanto, adorar é dizer: “Jesus, eu sou teu e sigo-te na minha vida, nunca gostaria de perder esta amizade, esta comunhão contigo”. Poderia também dizer que a adoração na sua essência é um abraço com Jesus, no qual eu digo: “Eu sou teu e peço-te que estejas também tu sempre comigo”.» [Bento XVI]

Adorar ou venerar?

Este é um problema que encontramos muitas vezes em pessoas que tiveram contato exagerado com algumas heresias modernas, especialmente o protestantismo: Como o protestante não tem a Missa, ele considera que veneração é adoração.

Venerar  é o que o filho faz em relação a seu pai: ele o louva, ele pede aquilo de que necessita, ele agradece a ele pelo que dele recebe.

Adorar  é oferecer sacrifício. O macumbeiro adora suas ¨entidades¨ ele oferece sacrifícios de animais a elas. O protestante venera a Deus, dando-Lhe louvor, pedindo-Lhe e agradecendo-Lhe graças recebidas. O católico porém adora a Deus . Esta adoração é feita pelo Sacrifício da Missa, oferecido pelo sacerdote na Pessoa de Cristo em nome de todos os Fiéis.

Fernando Vilares

Publicado em 4 de novembro de 2012, em Catolicismo, Comunicados aos Cristãos, Falsas Doutrinas, Liturgia, Protestantismo, reflexões e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Ola, eu nao posso me definir como um protestante, eu era adventista e sai da igreja mas vou em outra igreja ( protestante ), mas eu nao tenho uma definicao ainda🙂. Enfim, nessa parte do ” Eu sou seu e peço-te que estejas tbm comigo…” Isso tbm se fala na minha igreja, isso é o que eu mais peço a Ele, mais comunhão mais dEle em minha vida. Bem legal o site, descobri a pouco tempo essa palavra ( apologetica ), pesquisei um pouco e gostei mt da ideia de defender o evangelho. Na sua opniao os protestantes veneram a Deus?
    Abracao, fique com Deus😀

    • Olá Higor Pax Domine.
      Obrigado por visitar esse humilde blog, visite sempre e comente sempre que quiser, será sempre bem vindo.
      Quando descobri a apologética também gostei muito e me aprofundei muito, se gostas de estudos sobre apologética aconselho a ler sobre os apologétas dos primeiros séculos.

      http://soucatequista.com.br/a-terceira-geracao-padres-apologetas.html

      Tenho o livro em PDF História da Igreja de Eusébio de Cesaréia que foi um bispo da Igreja católica do século III .se te interessar posso lhe enviar por e-mail.

      Se eu acho que os protestantes veneram a Deus? Sim muitos protestantes veneram a Deus, como infelizmente muitos católicos veneram a Deus.
      Deus é o Senhor, logo adora-lo é uma necessidade , por Ele tudo foi feito, sem Ele nada teríamos.
      O mundo hoje vive um tipo de barganha com Deus, muitos vão as igrejas católicas buscando soluções imediatas para seus problemas materiais, ex: dividas, doenças, relacionamentos etc… E quando nada se resolve logo acham que a Igreja não é a Igreja de Deus.
      Quando vamos à missa vamos para adorar a Deus, A Santa Missa é um culto a Deus. E não ao homem.

      Eu não vou à Missa; eu posso rezar em casa.
      Esta frase, ou variações dela, tem sido freqüentemente dita e ouvida nestes últimos anos.
      Ora, isso mostra uma incompreensão total do que seja a Missa. A Missa não é uma reunião de pessoas em oração. A Missa é um Sacrifício, ou melhor dizendo, é O Sacrifício que nos reconcilia com o Pai – o Sacrifício de Cristo na Cruz – tornado novamente presente diante de nós para nosso bem.
      O sacerdote, durante a Missa, não é uma pessoa qualquer que esteja conduzindo um grupo em oração; ele naquele momento age na Pessoa de Cristo, ele é Cristo, oferecendo-Se em Sacrifício a Deus Pai por nossos pecados.
      A Missa tem várias partes, todas elas orientadas rumo a seu auge, o Sacrifício. Ao iniciar a Missa, temos o Confiteor (“Confesso a Deus Todo-Poderoso…”), em que mostramos a nossa indignidade e imploramos o perdão de Deus e a intercessão das orações dos Santos e de nossos irmãos. Após este nosso reconhecimento de nossa condição de pecadores, o sacerdote, que age na Pessoa de Cristo, único Mediador entre nós e Deus-Pai, pede a Deus por nós .
      Em seguida, temos uma aula: a Liturgia da Palavra. Nesta aula ouvimos trechos da Sagrada Escritura, seguidos por uma explicação do que ouvimos (a homilia). Após a homilia, professamos a nossa Fé no Credo (“Creio em Deus…”). Começa então aquilo que é o centro da Missa , a razão de ser da Missa, da Igreja e, porque não dizê-lo, do Universo criado: o Sacrifício.
      Sim, o universo inteiro foi criado para a celebração da Santa Missa . A celebração da Santa Missa é o Sacrifício Perfeito, o ato de adoração mais completo e perfeito que pode existir, o único que é digno de Deus. E como o universo foi criado para a maior glória de Deus e a Santa Missa é o mais perfeito ato de adoração a Deus, podemos dizer que o universo foi criado para a Santa Missa!

      Temos que entender que o que envolve a Santa Missa em nossas vidas não é apenas um conforto terreno o que está em jogo é a nossa salvação.
      Espero ter respondido a sua dúvida.
      A paz irmão.

      Salve Maria

      Fernando Vilares

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: