Arquivo da categoria: Uncategorized

Hospital do Vaticano faz descoberta pioneira com células-tronco

O “Bambino Gesù” descobre técnica de manipulação que permite o transplante de medula para crianças com leucemia sem necessidade de doador compatível

A descoberta científica do hospital do Vaticano promete salvar a vida de milhões de crianças no mundo inteiro. A notícia foi divulgada pelo hospital pediátrico da Santa Sé, “Bambino Gesù” (“Menino Jesus”), com sede em Roma. Segundo a direção do hospital, os resultados foram apresentados à revista científica internacional “Blood”, e poderiam ser “um marco na cura de muitas doenças no sangue”.

O hospital anunciou, em uma coletiva de imprensa, que a manipulação de células-tronco, em ausência de um doador compatível, permite o transplante de um pai ou mãe ao seu filho. A descoberta é importante para curar crianças com problemas de imunodeficiência, doenças genéticas, leucemia e tumores no sangue.

“Estamos orgulhosos de apresentar este sucesso dos pesquisadores do Hospital ‘Bambino Gesù’, conscientes de que o protocolo dos nossos laboratórios é um marco na terapia de muitas doenças no sangue”, confirmou o professor Bruno Dallapiccola, diretor científico do hospital da Santa Sé.

Para a aplicação no campo da leucemia, a técnica aplicada pela equipe do professor Franco Locatelli, responsável pela Onco-hematologia e Medicina Transfusional do hospital, foi apresentada no último mês de dezembro em New Orleans, durante o congresso da Sociedade Americana de Hematologia (ASH).

transplante de células-tronco adultas é uma cura que salva a vida de milhões de crianças que sofrem tumores do sangue, bem como de crianças que nascem sem as adequadas defesas do sistema imunológico. Por muitos anos, o único doador que se podia ter era um irmão ou irmã do paciente. O problema é que dois irmãos são idênticos somente em 25% dos casos.

Diante da impossibilidade de ter doadores na família, existem bancos de dados internacionais com 20 milhões de doadores voluntários de medula óssea. Mesmo assim os bancos de sangue para estes casos dão disponibilidade de apenas 600 mil unidades no mundo.

O problema se agrava quando 30 ou 40% dos pacientes não encontram um doador compatível, além do mais, considerando o tempo de seleção de um doador e a conclusão de todos os exames para identificar outro doador fora da família.

A técnica do hospital da Santa Sé foi aplicada em 23 pequenos pacientes. Os resultados, segundo afirmou a instituição, demonstram que a probabilidade de cura definitiva para estas crianças doentes é de 90%, ou seja, igual à técnica que emprega a medula de um irmão do paciente completamente compatível geneticamente.

A descoberta da manipulação das células-tronco é uma esperança para milhões de crianças que podem ser salvas com um transplantede medula. É possível salvar crianças na Ásia, África ou América do Sul, que não têm “representantes” nos registros de doadores de medula óssea e que, por meio desta técnica, poderão finalmente ter acesso a um transplante de maneira rápida e “virtualmente aplicável a todos os casos”.

Fonte: ARY WALDIR RAMOS DÍAZ para Atleia:
http://www.aleteia.org/pt/saude/artigo/hospital-do-vaticano-faz-descoberta-pioneira-com-celulas-tronco-5877803891294208

Revista Fortune desmente mito das “grandes riquezas” do Vaticano

IMG_0015.JPG

LIMA, 16 Set. 14 / 03:03 pm (ACI/EWTN Noticias).- A revista norte-americana Fortune, especializada em temas econômicos, desmentiu o mito das “grandes riquezas” do Vaticano, e informou que se a Santa Sé fosse uma corporação, nem sequer chegaria perto das 500 mais ricas da sua famosa lista Fortune 500.

No seu artigo intitulado “This pope means business” (“Este Papa leva a sério”), a Fortune indicou que “frequentemente é assumido que o Vaticano é rico, mas se fosse uma companhia, não chegaria nem perto da lista Fortune 500”.

A Fortune assinalou que o orçamento operacional do Vaticano é de apenas 700 milhões de dólares, e “em 2013 registrou um pequeno superávit global de 11,5 milhões de dólares”.

A revista estadunidense assinalou, além disso, que a maioria dos ativos mais valiosos do Vaticano, “alguns dos maiores tesouros de arte do mundo, são praticamente sem avaliação e não estão à venda”.

“A Igreja Católica é altamente descentralizada financeiramente. Em termos de dinheiro, o Vaticano basicamente está por conta. Essa é uma importante razão pela qual as suas finanças são muito mais frágeis e a sua situação econômica é muito mais modesta que sua imagem de luxuosa riqueza”.

O Vaticano, indicou a revista econômica, não tem acesso ao dinheiro nem das dioceses nem das ordens religiosas.

Explicou que “cada diocese”, em termos econômicos, “é uma corporação separada, com seus próprios investimentos e orçamentos, incluindo as arquidioceses metropolitanas”.

A Fortune assinalou que as dioceses de todo o mundo “mandam quantidades importantes de dinheiro para o Vaticano todos os anos, mas a maior parte deste dinheiro é destinada ao trabalho missionário ou às doações de caridade do Papa”.

O Vaticano, indicou, “paga salários relativamente baixos, mas oferece benefícios generosos de saúde e aposentadoria”.

“Os cardeais e bispos das congregações e dos conselhos muitas vezes não recebem mais de 46 mil dólares por ano”.

“Os empregados leigos do Vaticano têm emprego vitalício, e praticamente ninguém se aposenta antes da idade”, assinalou.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias/revista-fortune-desmente-mito-das-grandes-riquezas-do-vaticano-37224/

Missa do Papa em Aparecida – Ao Vivo.

Projeto Quebrando o Encanto do Neo-ateísmo

O paradoxo da pedra já foi bastante popular em debates, mas hoje não parece estar muito em voga. De qualquer forma, volta e meia alguém aparece propondo em discussões e, por isso, é necessário abordá-lo de forma a dissipar qualquer dúvida.Esse truque é, antes de tudo, um truque de lógica. Vamos analisá-lo dessa maneira. A argumentação vai mais ou menos assim:
  1. Se Deus é onipotente, então ele pode fazer tudo;
  2. Se ele pode fazer tudo, então ele pode fazer até mesmo uma pedra que nem ele mesmo pode levantar;
  3. Mas se ele não pode levantar a pedra, então ele não é onipotente;
  4. E se ele não pode criá-la, então ele também não é onipotente;
  5. Logo, Deus não é onipotente, pois não pode criar uma pedra que nem ele mesmo possa levantar.

Na verdade, essa forma contém um erro, pois Deus poderia criar a pedra (1ª situação), enfraquecer a si mesmo…

Ver o post original 1.004 mais palavras

Maria Santíssima; A serva fiel de Deus.

20130222-174557.jpg

Maria Santíssima; A serva fiel de Deus.

A igreja católica desde os tempos de outrora venera a virgem Maria, e lhe dá o devido respeito e lhe presta homenagens, pois ela foi a maior mulher e educadora que já existiu.
Maria foi uma grande mulher, mas não foi grande porque ela quis ou porque assim se fez, mas ela foi grande porque Deus á fez grande quando a escolheu para ser MÃE de JESUS. Maria foi grande também porque foi obediente e porque confiou em Deus. Ela também foi modelo de mulher forte, amorosa e intercessora, Maria intercedeu em Cana da Galiléia naquela festa de casamento dizendo a Jesus: “Eles não têm mais vinho” (Jo 2, 1-12). Foi o próprio Jesus que deu a sua mãe como mãe da Igreja e da humanidade naquele momento doloroso da cruz: “MULHER EIS AI TEU FILHO, FILHO EIS AI TUA MÃE.” (Jo 19, 25-27). A igreja tem Maria também como Rainha, pois, seu filho é o Rei celeste. Maria é bendita entre todas as mulheres, foi assim que sua parenta Isabel a saudou quando recebeu a visita dela em sua casa: “QUANDO MARIA ENTROU NA CASA DE ZACARIAS, E SAUDOU ISABEL. QUANDO ISABEL OUVIU A SAUDAÇÃO DE MARIA A CRINÇA AGITOU NO VENTRE, ISABEL FICOU CHEIA DO ESPÍRITO SANTO E GRITOU: VOCE É BENDITA ENTRE TODAS AS MULHERES E BENDITO É O FRUTO DO TEU VENTRE.” (Lc 1, 39-45). Nós pedimos o auxilio e a intercessão dela porque ela é mãe de Jesus, e o filho sempre atende e escuta o pedido de sua mãe, assim como Jesus atendeu ao pedido de sua mãe nas bodas de Cana, Maria já sabia o que Jesus ia fazer e disse: “FAÇAM TUDO O QUE ELE LHE DISSER”.
(Jo 2,5).

Maria é a mulher do silêncio, a mulher da paz inquieta, mulher forte que ama todos os seus filhos e filhas, amemos e veneremos Maria Santíssima a serva fiel de Deus pai.

SALVE REGINA MATER MISERICORDIE

Fonte: http://vocacionadosdedeusemaria.blogspot.jp/2009/03/maria-santissima-serva-fiel-de-deus.html?m=1

Padre Lombardi ilustrou aos jornalistas o contexto da renúncia de Bento XVI e da eleição do seu sucessor

2013-02-11 Rádio Vaticana
O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé e nosso diretor teve, ao meio do dia, um encontro com os jornalistas, para contextualizar a decisão do Papa e o que se lhe segue. Eis a parte central da sua intervenção.
Entre as razões da renúncia do Papa, como se nota pelas suas palavras, estão as circunstâncias do mundo de hoje que, em relação ao passado, são particularmente difíceis, pela rapidez e quantidade dos eventos e dos problemas que surgem, e portanto digamos, a necessidade de um vigor talvez mais forte do que no passado. Vigor que o Papa afirma ter diminuído em si nos últimos meses.
E’ significativa a frase: “Bem consciente deste acto, com total liberdade, declaro de renunciar ao ministério de Bispo de Roma, sucessor de São Pedro”. Esta é a declaração, digamos formal, sob o ponto de vista jurídico importante. O Código de Direito Canónico, no cânon 332, parágrafo 2°, lê-se: “No caso em que o Romano Pontífice renuncie ao seu cargo, é necessário, para a validade da renúncia, que ela seja feita livremente e que seja devidamente manifestada. Não é necessário, pelo contrário, que alguém a aceite”.
Os dois pontos fundamentais são, portanto, a liberdade e a devida manifestação.Liberdade e manifestação pública, como exactamente é o consistório público, para o qual o Papa expressou a sua vontade.
Bento XVI permanece planamente nas suas funções e no seu serviço até 28 de Fevereiro às 20 horas. A partir de então, inicia a situação de sede vacante, regulada, sob o ponto de vista jurídico e canónico, pelos textos que se referem à sede vacante no Código de Direito Canónico e na Constituição Apostólica Universi Dominici Gregis, sobre a vacância da Sé Apostólica, de João Paulo II.
A declaração do Papa é coerente com aquilo que o Papa tinha declarado no livro-entrevista “Luz do Mundo”, de Peter Seewald, onde estão duas perguntas bem específicas que se referem à hipótese da renúncia.
Seewal havia perguntado numa primeira interrogação sobre situações difíceis se estas pesavam sobre o corrente pontificado e se o Papa tinha pensado de demitir-se. A resposta tinha sido: “Quando o perigo é grande não se pode fugir, eis porque este certamente não é o momento de se demitir” (a referência era à questão dos abusos, e assim por diante)”, é precisamente em momentos como este que é preciso resistir e superar a difícil situação. Este é o meu pensamento. Pode-se renunciar num momento de serenidade, ou simplesmente quando já não se pode mais, mas não se pode fugir no momento de perigo e dizer “que se ocupe disso um outro”.
Portanto, aqui o Papa tinha dito que as dificuldades não eram para ele motivo de demissão, antes pelo contrário razão para não renunciar.
A segunda pergunta de Seewal: “Portanto, é imaginável uma situação na qual Sua Santidade considera oportuno que o Papa se demita?”. A resposta do Papa foi: “Sim, quando um Papa chega à clara consciência de não ser mais capaz física, mental e espiritualmente para realizar o encargo que lhe foi confiado, então ele tem o direito, e em algumas circunstâncias até o dever de renunciar”.
Uma das primeiras perguntas poderia ser: e depois o Papa onde vai?Quando iniciar a sede vacante, ele se transfere, num primeiro momento, a Castel Gandolfo e, quando tiverem terminado os trabalhos agora em andamento na sede onde havia um mosteiro de monjas de clausura, ele se transferirá para o Vaticano, lá onde estava o mosteiro Mater Ecclesiae.
Alí o Papa se dedicará substancialmente à oração e à reflexão
O Papa não participará no conclave porque terá já deixado o seu cargo, em seguida entrarão as diversas autoridades segundo a normativa da sede vacante, sem os ritos característicos e outras cerimónias que acompanham a sede vacante.
Podemos prever que no mês de Março, antes da Páscoa, deveríamos ter o novo Papa.

 

Fonte: http://www.news.va/pt/news/padre-lombardi-ilustrou-aos-jornalistas-o-contexto

Bento XVI anuncia a decisão de deixar o cargo. Sede vacante a partir de 28 de fevereiro. Eleição do novo Papa em março

Eis as palavras com que Bento XVI anunciou a sua decisão:
Caríssimos Irmãos,
convoquei-vos para este Consistório não só por causa das três canonizações, mas também para vos comunicar uma decisão de grande importância para a vida da Igreja. Depois de ter examinado repetidamente a minha consciência diante de Deus, cheguei à certeza de que as minhas forças, devido à idade avançada, já não são idóneas para exercer adequadamente o ministério petrino. Estou bem consciente de que este ministério, pela sua essência espiritual, deve ser cumprido não só com as obras e com as palavras, mas também e igualmente sofrendo e rezando. Todavia, no mundo de hoje, sujeito a rápidas mudanças e agitado por questões de grande relevância para a vida da fé, para governar a barca de São Pedro e anunciar o Evangelho, é necessário também o vigor quer do corpo quer do espírito; vigor este, que, nos últimos meses, foi diminuindo de tal modo em mim que tenho de reconhecer a minha incapacidade para administrar bem o ministério que me foi confiado. Por isso, bem consciente da gravidade deste acto, com plena liberdade, declaro que renuncio ao ministério de Bispo de Roma, Sucessor de São Pedro, que me foi confiado pela mão dos Cardeais em 19 de Abril de 2005, pelo que, a partir de 28 de Fevereiro de 2013, às 20,00 horas, a sede de Roma, a sede de São Pedro, ficará vacante e deverá ser convocado, por aqueles a quem tal compete, o Conclave para a eleição do novo Sumo Pontífice.
Caríssimos Irmãos, verdadeiramente de coração vos agradeço por todo o amor e a fadiga com que carregastes comigo o peso do meu ministério, e peço perdão por todos os meus defeitos. Agora confiemos a Santa Igreja à solicitude do seu Pastor Supremo, Nosso Senhor Jesus Cristo, e peçamos a Maria, sua Mãe Santíssima, que assista, com a sua bondade materna, os Padres Cardeais na eleição do novo Sumo Pontífice. Pelo que me diz respeito, nomeadamente no futuro, quero servir de todo o coração, com uma vida consagrada à oração, a Santa Igreja de Deus.
Vaticano, 10 de Fevereiro de 2013.

 

Fonte:http://www.news.va/pt/news/bento-xvi-anuncia-a-decisao-de-deixar-o-cargo-sede

Add your thoughts here… (optional)

Add your thoughts here… (optional)

Ver o post original

Já tinha ouvido falar sobre esta seita, mas com este post fica mais esclarecido.

Dominus Vobiscum

Alerta aos católicos: Uma nova doutrina está sendo semeada no meio do povo de Deus. É o famoso lobo vestido de pele de ovelhas. E ele tem um nome: Igreja Católica Apostólica Carismática. Esses dias eu recebi um panfleto na minha residência avisando de uma missa celebrada por um cidadão que se denomina padre e ordenado por outro cidadão que se intitula bispo. Coisa estranha. Engraçado que quando perguntei aos panfleteiros se eles eram ligados a Igreja Católica Apostólica Romana eles disseram que todos os católicos eram bem-vindos. Sairam pela tangente.

Não escreveria sobre essa doutrina aqui, senão percebesse ai uma má fé: Denominar-se Igreja Católica Apostólica sem a devida diferenciação entre as igrejas, podendo alguns católicos, por serem menos esclarecidos na fé, vir a se deixar levar pelo nome “parecido”. Esclareço: O episódio dos panfletos foi um tanto estranho. Ainda que a ICAC ensine em seus templos as…

Ver o post original 963 mais palavras

Igreja Católica nos Estados Unidos REAGE e processa administração Obama em massa.

* Igreja Católica nos Estados Unidos REAGE e processa administração Obama em massa.

20120524-154001.jpg

A Arquidiocese de Nova York, liderada pelo Cardeal Timothy Dolan, a Arquidiocese de Washington, D.C., liderada pelo Cardeal Donald Wuerl, a Universidade de Notre Dame, e 40 outras dioceses católicas e organizações espalhadas pelo país anunciaram que estão processando a administração de Obama por violar sua liberdade religiosa, que é garantida pela Primeira Emenda Constitucional.

As dioceses e organizações, sob diferentes combinações, registraram 12 diferentes ações judiciais nas cortes federais ao redor do país.

A Arquidiocese de Washington, D.C. criou um website especial — preservereligiousfreedom.org — para explicar estas ações judiciais e apresentar novidades e a tramitação relacionadas a elas.

“Estas ações judiciais tratam de um ataque sem precedentes do governo federal contra uma das liberdades mais caras da América: a liberdade de praticar sua religião sem a interferência do governo,” diz a arquidiocese em seu website. “Não se trata de as pessoas terem acesso a determinados serviços; se trata de o governo poder forçar instituições religiosas e indivíduos a facilitar e custear serviços que violam suas crenças religiosas.”

As ações registradas pelas organizações católicas se concentram na regulamentação que a Secretária de Saúde e Serviços Humanos Kathleen Sebelius anunciou em Agosto passado e concluiu em Janeiro que solicitava a virtualmente todos os planos de saúde dos Estados Unidos a cobrirem esterilização e anticoncepcionais aprovados pela “Food and Drug Administration”, incluindo aqueles que podem provocar abortos.

A Igreja Católica ensina que esterilização, contracepção artificial e aborto são moralmente errados e que os católicos não devem se envolver com isso. Portanto, a regulamentação exigiria dos fiéis católicos e organizações católicas que agissem contra suas consciências e violassem os ensinamentos de sua fé.

Anteriormente, a Conferência dos Bispos Católicos dos Estadus Unidos chamou a regulamentação de “um ataque à liberdade religiosa sem precedentes” e solicitou à administração de Obama para rescindí-la.

“Nós tentamos negociar com a Administração e legislação com o Congresso – e prosseguiremos com isso – mas ainda não há reparação,” Cardeal Dolan, que também é o presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos, disse em um comunicado divulgado pela conferência.

“O tempo está se esgotando, e nossos preciosos ministérios e direitos fundamentais estão na balança, então temos que recorrer aos tribunais agora,” disse o cardeal. “Embora a Conferência não faça parte das ações judiciais, nós aplaudimos este ato corajoso de tantas dioceses individuais, instituições de caridade, hospitais e escolas ao redor da nação, em coordenação com o escritório de advocacia Jones Day. É também um claro sinal da unidade da Igreja na defesa da liberdade religiosa. Além de ser uma grande demonstração da diversidade de ministérios da Igreja que servem o bem comum e que estão comprometidos com seus preceitos – ministérios dos pobres, dos doentes, e dos não educados, para pessoas de qualquer fé ou mesmo sem fé alguma.”

A Arquidiocese de Nova York do Cardeal Dolan registrou uma ação hoje na Corte Distrital dos EUA regional (Eastern District of New York). Unindo-se à arquidiocese como demandantes na ação estão a Catholic Health Care System, a Diocese Católica Romana de Rockville Centre, Cáritas de Rockville Centre, e a Catholic Health Services de Long Island.

Em sua ação, estes grupos elencaram a secretária Sibelius (HHS), a secretária do Trabalho Hilda Solis, o secretário do Tesouro Tim Geithner e seus departamentos como réus.

A arquidiocese de Wasington, D.C., conta em sua ação judicial com a Cáritas da Arquidiocese de Washington, o Consórcio das Academias Católicas da Arquidiocese de Washington (que inclui quatro escolas católicas/paroquiais), Colégio (Escola Secundária) Arcebispo Carroll, e a Universidade Católica da América.

“Esta manhã, a Arquidiocese de Washington registrou uma ação judicial para confrontar o mandato, recentemente expedido pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos, que fundamentalmente redefine a definição nacional de longa data do ministério religioso e requisitou que nossas organizações religiosas ofereçam aos seus funcionários cobertura para drogas que induzem ao aborto, contraceptivos, e esterilização, mesmo que fazer isso viole suas crenças religiosas,” disse o Cardeal Donald Wuerl de Washington em uma carta aberta publicada online esta manhã. “Assim como nossa fé nos obriga a defender a liberdade e dignidade dos outros, assim também, devemos defender a nossa própria.”

“A ação judicial de forma alguma desafia nem o direito legal já estabelecido de as mulheres obterem e usarem contraceptivos nem o direito dos empregados de terem cobertura particular para tal, se optarem por isso,” disse o Cardeal Wuel. “Esta ação judicial é sobre liberdade religiosa.”

“A Primeira Emenda consagra em nossa Constituição nacional o princípio de que organizações religiosas devem poder praticar sua fé livre de interferência do governo,” diz o Cardeal Wuerl.


Tradução: Bruno Linhares

(Fonte: http://cnsnews.com/news/article/breaking-cardinal-dolan-ny-cardinal-wuerl-dc-notre-dame-and-40-other-catholic-dioceses)