Arquivos do Blog

Notificado sobre duas novas páginas no blog a partir de 27/02/2013

UmaHistoriaQueNaoEContada
 
A paz de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Venho dizer aos leitores do blog Apologética no Japão que estou criando duas novas páginas, uma será a página da vida dos Santos e a outra sobre a História da Igreja.
Porque irei criar essas páginas? Quem acompanha esse blog a um tempo deve ter percebido que ele esta meio abandonado, mil desculpas pelo abandono do blog.
A boa noticia é que estou de volta e pretendo escrever muitos postes de agora em diante, neste tempo que estava afastado do blog li alguns livros que me motivaram muito estudar sobre a Santa Mãe Igreja, e por graça divina peguei um livro que faz muito sentido em minha vida, o livro que  se chama¨Uma História que não é contada¨do Professor Felipe Aquino, por que faz muito sentido? Simples foi através deste livro e a intercessão do Espírito Santo que voltei a Santa Mãe Igreja, e tenho um plano para este blog que é de re-ler o livro e postar um pouco do conteúdo do livro e mais informações sobre os fatos que ocorreram na História da Igreja na qual ela constrói nossa civilização ocidental que infelizmente pessoas de má fé deturpam a história e fazem calúnias da Santa Mãe Igreja.
E a página dos Santos é um complemento desse estudo que vou postar, a cada Santo citado na História que vou postar este santo vai ter um resumo de sua vida para que vocês possam ver apreciar e imitar essas pessoas que foram exemplo de santidade e amor a Deus.
Peço a todos muita oração para que Deus me de forças para levar esse sonho de levar a história da Igreja para as pessoas que não a conhecem e que estudando a história passem a ama-lá como eu a amo hoje, por que amando-á estarás amando também a Cristo!
Pax Domine

Vídeo sobre o Livro ¨Uma História que não é contada¨

“180” Movie Holocausto e Aborto

Olá irmãos acabo de assistir este video e me alegrei a ponto de pedir para que todos os que assistirem este video repassem e divulguem de alguma maneira para seus parentes, amigos, conhecidos, em suas redes sociais etc, o video mostra uma visão muito coerente sobre o paralelo do Holocausto de Auschwitz e o aborto e como os jovens deste video tem uma convicção moral dentro de seus corações mas estão sendo enganados pela mídia e pela política que diz que o aborto é um direito de escolha de uma mulher.

Assistam o video e comente no post, se esse video mudou sua maneira de ver o aborto ou se não mudou em nada e porque não mudou.
Fiquem com Deus e espero seu comentário.

“Complete a frase para mim: ‘Não há problema em matar um bebê no útero quando…’”.

Com algumas perguntas simples, e apelando para a lógica mais elementar acerca do valor da vida de um bebê, um repórter esclarece jovens acerca da insanidade que é o aborto, e de quantos bebês já morreram nos Estados Unidos desde a legalização dessa prática assassina. Ele evoca a história da Alemanha, que por se deixar levar de forma irracional pelos slogans nazistas, fez o mundo mergulhar na maior guerra da história, com quase 60 milhões de mortos.

A relevância, a verdade e a justiça inerentes à doutrina cristã também são ressaltadas de forma incisiva no documentário.

Salve Maria

03 – Marxismo Cultural e Revolução Cultural – Terceira Aula

A Primeira Guerra Mundial representou uma crise teórica para o marxismo, pois este esperava que os trabalhadores se unissem contra seus empregadores, mas o que aconteceu foi exatamente o contrário: os trabalhadores se uniram uns contra os outros. A grande pergunta que surgiu foi a seguinte: quem alienou os trabalhadores desta forma? Um alienado, segundo o marxismo, é alguém que renunciou aos seus direitos de classe para dá-los a outra pessoa. Quando ele para de lutar pelos seus direitos de classe, está servindo a outra classe. Quem alienou o proletário, o pobre? A resposta do marxismo: a civilização ocidental.

Dois pensadores diferentes encontraram a mesma resposta para o dilema da alienação: o primeiro foi Antonio Gramsci, que na URSS viu os limites da teoria marxista, tomando consciência da necessidade da mudança de cultura para a implantação da mentalidade socialista; o outro foi Georg Lukács, que em união com Felix Weil, fundou, em 1923, o Instituto para Pesquisa Social , contando também com a colaboração de outros pensadores, tendo como objetivo o estudo da civilização ocidental com o intuito de destruí-la. Este Instituto também ficou conhecido como escola de Frankfurt, tendo como principais membros Max Horkheimer, Theodor Adorno, Herbert Marcuse, Erich Fromm, Wilhelm Reich .

02 – Marxismo Cultural e Revolução Cultural – Segunda Aula

Como visto na aula anterior, Marx já havia identificado uma problemática cultural na alienação do proletariado, ao dizer que a religião é o ópio do povo. Isso foi analisado de forma mais sistemática por Antonio Gramsci, que vivenciou toda a crise teórica do comunismo após a I Guerra. Esta crise do marxismo gerou 2 filhos: o fascismo e o marxismo cultural, cada um deles com uma proposta bastante clara para chegar aos seus objetivos de dominação.

Fonte:http://padrepauloricardo.org/